Morre Stan Lee, criador dos heróis da Marvel Comics

[bloqueador]A informação foi divulgada primeiro pelo site TMZ, que alega ainda que uma ambulância foi chamada às pressas para a casa de Stan Lee, em Hollywood, na manhã desta segunda-feira. Ele foi levado para o Cedars-Sinai Medical Center, onde não resistiu e acabou falecendo.

Morreu nessa segunda-feira o roteirista Stan Lee aos 95 anos, informou o TMZ. Lee foi levado ao hospital, mas chegou lá sem vida. A causa não foi divulgada.

Stanley Martin Lieber nasceu em Nova York no dia 22 de dezembro de 1922. Filho de imigrantes judeus da Romênia, Lee cresceu sonhando em escrever “O Grande Romance Americano”, denominação que se dá para os clássicos imortais da literatura dos EUA. Na adolescência, trabalhou escrevendo obituários para uma agência de notícias da cidade e releases de imprensa para o Centro Nacional da Tuberculosa.

Em 1960, a DC estava liderando as vendas de quadrinhos com o Flash e a Liga da Justiça. Goodman então pediu para que Stan criasse um grupo de super-heróis ao lado de Jack Kirby. Os dois conceberam o Quarteto Fantástico em 1961, que logo passou a ser um sucesso de vendas, recebendo diversos elogios do público. Nesse mesmo ano, a Timely passou por um processo de reformulação de marcas e foi rebatizada com o nome que todos conhecemos: Marvel Comics.

Nos anos seguintes, Lee criou diversos personagens que se tornaram peças fundamentais da cultura pop: o Homem-Aranha, o Hulk, os Vingadores, o Homem de Ferro, Thor e os X-Men. Além de revolucionar a indústria criativamente, Stan mudou a forma como o público encarava os quadrinhos, criando um senso de comunidade entre os fãs e interagindo diretamente com eles através da coluna Stan’s Soapbox.[/bloqueador]